Mickey preparou uma surpresa pra você!

Você consegue avaliar a sensação do seu filho, ao chegar ao quarto do hotel na Disney, e se deparar com uma festa surpresa, preparada especialmente para ele, pelo Mickey “em pessoa”?

Eu vivi esta experiência e garanto que ficará em minha memória para sempre.

A Disneyworld oferece uma enorme gama de surpresas que podem ser entregues no seu quarto, desde que você esteja hospedado dentro do complexo do Walt Disney World Resort. As possibilidades vão desde balões, brinquedos e cestas de guloseimas, até as chamadas “In-room celebrations”. Você pode escolher uma festa de boas vindas ou de aniversário, com tema de piratas ou princesas, tem até opões para lua de mel e pedido de casamento!

Nós comemoramos o quinto aniversário do Dudu em Orlando, e encomendamos para ele uma dessas festas. No dia marcado, ao chegarmos no hotel, nos deparamos com uma linda faixa pendurada na porta do quarto!

 

Antes de entrar no quarto, o encanto já começou!
Antes de entrar no quarto, o encanto já começou!

 

Lá dentro, Dudu descobriu, maravilhado, as outras surpresas que o Mickey tinha preparado para ele: presentes, guloseimas, orelhas personalizadas, um porta-retrato assinado, um caderno de autógrafos com uma mensagem especial. Também um enorme balão musical e um banner. Um bolo de chocolate feito pela Minnie. E alguma coisa piscando atrás da cama… A Sininho passou para deixar um pouco de pó mágico!

DSC04469

DSC04470

DSC04471

DSC04472

DSC04475

DSC04477

 

Foi puro encantamento! Ele ficou tão emocionado que resolveu encontrar um jeito de agradecer ao Mickey. Pegou um guardanapo e um canudo, desenhou o querido ratinho e fez uma bandeira. No dia seguinte, em que fomos novamente assistir ao show Fantasmic no Hollywood Studios, a cada vez em que o Mickey surgia em cena, Dudu agitava a bandeirinha e gritava: Thank you, Mickey!!!

 

DSC00070

 

A festa que eu encomendei (Mickey’s Birthday Wish), custa hoje US$ 215,00. A Mickey and Pals Big Birthday Wish é mais “completa”, mas custa US$ 395,00. Há pequenas surpresas que começam em US$ 4,95, como o balão da Ariel escrito Happy Birthday. Enfim, possibilidades para todos os bolsos.

Para reservar sua celebração ou seu presente, entre no site da Disney Floral and Gifts e escolha a opção desejada. Depois, prepare o coração para presenciar a emoção do seu filho ao viver esse momento mágico!

 

 

Anúncios

Levar ou não levar o carrinho, eis a questão!

Muita gente me pergunta se deve levar o carrinho para a Disney, ou se é melhor alugar ou comprar lá. Peço que você tente visualizar as seguintes cenas de terror (melhor tirar as crianças da sala!):

 

Take 1: Você chega ao aeroporto de Orlando, após uma noite de viagem e uma possível conexão, e precisa ficar na fila da imigração. Seu filho estava dormindo no avião e continua exausto. Você tem bagagem de mão, casacos e um provável brinquedo pra carregar, além dos passaportes e demais papéis que precisam estar à mão. E seu filho quer colo.

 

Take 2: Acaba o pesadelo da imigração, você respira aliviado. E descobre que tem de andar léguas até o balcão de aluguel de carros, ou a recepção do Disney’s Magical Express (o ônibus da Disney, em outro post eu conto). E, mais uma vez, seu filho quer colo.

 

Take 3: Você alugou um daqueles lindos carrinhos dentro do parque da Disney. São 9 ou 10 horas da noite, seu filho está desmaiado no dito cujo, é hora de partir… E você tem que devolver o carrinho na saída do parque! Com mochila, casacos e o balão do Mickey, você vai levar uma criança adormecida no colo até o ponto do transporte que te leva até o estacionamento, depois andar até o carro, depois saltar no estacionamento do hotel e andar até o quarto.

 

Take 4: Você está no shopping, querendo comprar um enxoval completo para uma criança “ingrata”, que acha aquele programa uma chatice. Não consegue escolher nada, porque está apavorado com a possibilidade de perdê-la, já que ela não para de correr entre as araras de roupas.

 

Preciso continuar?

Minha resposta à fatídica pergunta é SEMPRE  a mesma: leve seu bom e velho carrinho tipo guarda-chuva.

Além de ser um ponto permanente de descanso para a criança (e para os pais), o carrinho serve de cabide para bolsas, casacos e compras, e até mesmo carrega as sacolas do carro até o quarto do hotel.

 

IMG_1884
Com a tralha pendurada no carrinho, as mãos ficam livres para brincar!

 

Optar por comprar lá vai te deixar descoberto no aeroporto, um dos lugares em que você mais precisará dele. No carrinho, a criança descansa, dorme, e ainda está segura pelo cinto.

Nas esperas mais longas (no shopping ou na imigração, por exemplo), você ainda pode lançar mão da arma secreta. E aqui eu peço um minuto silêncio pelo saudoso Steve Jobs, inventor do iPad, do iPhone, do iPod…

Ainda por cima, o casal pode aproveitar uma soneca do filhote para um brinde ou dois!

 

Uma taça de vinho em Epcot, na hora da soneca
Uma taça de vinho em Epcot, na hora da soneca

 

O carrinho não conta como bagagem e você despacha na entrada da aeronave. É um amigo para todas as horas, não o deixe para trás!

 


DSC01542

 

Embarque autorizado na plataforma 9 3/4

Fãs de Harry Potter, preparem suas varinhas: é hora de tocar os tijolos corretos!

A Universal Orlando finalmente divulgou a data de abertura de sua nova atração, que faz parte do Mundo Mágico de Harry Potter. No Universal Studios, ficará situado o Beco Diagonal, interligado à pré-existente Hogsmeade (no Universal Islands of Adventure) pelo autêntico Hogwarts Express.

Além das lojas e restaurantes que compõem esta insólita rua de Londres, a expansão conta com um simulador de altíssima tecnologia, o Fuga de Gringotes, que recria as cenas de ação vividas por Harry, Rony e Hermione no último filme da série.

O público poderá conferir esta aventura a partir de 8 de julho. Para transitar entre os parques utilizando o famoso trem, será necessário um ingresso do tipo Two-park.

Se você ainda não passou nos testes de aparatação, nem possui uma Firebolt, é melhor comprar as passagens de avião…

 

Imagem

Imagem publicada hoje nas páginas Universal Orlando Resort e Harry Potter, no Facebook

Qual a melhor idade para levar uma criança à Disney?

Todas! Principalmente se você tiver condições de planejar uma segunda visita, ou terceira, ou quarta… A Disney é como uma Terra do Nunca às avessas, ela vai se modificando à medida que a criança cresce. Ao ponto de ser o segundo destino mais procurado por casais em lua de mel (só perde para Paris), bem como por adolescentes que optam pelo Reino Mágico, em vez da festa de 15 anos.

Levei meu filho Dudu aos 3, aos 5 e aos 7 anos. Ele aproveitou loucamente as três viagens, de maneiras inteiramente diferentes.

Aos 3 anos, o encantamento de acreditar que tudo aquilo é de verdade: a emoção de abraçar o Mickey, de voar no tapete do Alladin, de andar no cavalo do Príncipe Encantado, de assistir a cada desfile com o coração aos pinotes. Tenho dezenas de fotos do rostinho dele, com uma expressão de puro deslumbramento.

 

DisneyPhotoImage18

 

Aos 5 anos, ele olhou para o carrossel e falou:

  • Esse brinquedo, eu fui quando era pequeno. É de bebezinho…

Foi nesta ocasião que ele teve seu primeiro duelo – de muitos – com Darth Vader e se tornou um padawan diplomado. A Academia de Treinamento Jedi (Disney’s Hollywood Studios) praticamente define nossa segunda viagem.

 

Photo0093FourBySix

 

Aos 7 anos, ele descobriu as montanhas russas e os simuladores mais radicais. Foi a um jogo de basquete, ao Cirque du Soleil e ao Kennedy Space Center. E teve mais alguns embates com o velho amigo Vader e também com Darth Maul.

 

Photo 0148

 

Acho que 3 anos é uma boa idade para começar. Meu sobrinho aproveitou demais com 2 anos e meio, mas ele é bem maduro para a idade. Se você não acredita que poderá ir outras vezes, talvez seja melhor esperar até uns 5 ou 6 anos. A criança não vai andar na montanha russa do Hulk, mas quase te levará às lágrimas ao, literalmente, perder o fôlego porque conheceu o “verdadeiro Buzz Lightyear.”

No entanto, se as condições forem favoráveis, vá mais de uma vez! Pois cada uma delas será única. E a gente merece este momento de fantasia com nossos filhos…

O dia em que Renata virou Renatours

Nos últimos anos, tenho sido uma grande fornecedora de dicas de viagem. Perdi a conta de quantos cafés compartilhei, para ajudar pacientes, alunos e amigos a programar a viagem à Disney com os filhos, reservar um concerto em Paris, escolher a melhor opção para levar os netos. Até uma professora do meu filho recorreu a mim para o planejamento da lua de mel! Tenho e-mails semiprontos sobre várias cidades e informações na ponta da língua.

Durante uma sessão de fisioterapia, conversava sobre isso com meu queridíssimo paciente Gustavo Monteiro. Comentei, brincando, que um dia ainda abriria uma agência de turismo, ao que ele retrucou:

  • E vai se chamar Renatours!

Pronto, eu estava rebatizada. Todo mundo incorporou rapidamente o apelido, e passei a receber regularmente e-mails pedindo “consultoria Renatours”. Foi um outro paciente, o Bruno Marques, a primeira pessoa a me dizer:

  • Você TEM que fazer um blog!!!

Isso porque, também durante a sessão, eu esclareci mil dúvidas que ele tinha sobre duas viagens que estava planejando (Turks and Caicos com a esposa e Disney com toda a família).

Depois de ouvir esta frase repetidas vezes, das mais diferentes pessoas, resolvi me render. Toda viagem tem surpresas escondidas, mas é mais fácil encontrar os tesouros se soubermos quando e onde cavar. O objetivo deste blog é dividir com você minha forma de traçar mapas para estes tesouros, e eu te convido a cavar comigo.